Polícia

Rodoviária detém motorista suspeito de atropelamento em rodovia

Vítimas do atropelamento foram socorridas e policiais rodoviários localizaram motorista que fugiu


O condutor de um veículo foi detido por policiais militares rodoviários, no Medeiros, suspeito de atropelar dois funcionários da Concessionária Colinas, na Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto.

Na manhã do domingo, policiais militares rodoviários trafegavam pela Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, quando viram um funcionário da Concessionária Colinas caído no chão. Ele fazia a sinalização da via, quando um Mercedes Benz A190 prata o atropelou, assim como outro funcionário, e seu motorista fugiu.

Devido o atropelamento, um funcionário sofreu fratura na perna direita e foi socorrido ao Hospital São Vicente de Paulo, onde foi constatada fratura no membro. Ficou internado e passaria por cirurgia. O outro funcionário foi atingido apenas de raspão pelo veículo.

Durante a apresentação da ocorrência no plantão policial, viaturas da PM Rodoviária passaram a diligenciar, visando localizar o veículo que havia atropelado as vítimas.

Eles viram as imagens do sistema de monitoramento da rodovia e identificaram o emplacamento do carro. Depois, foram no endereço constante do cadastro do veículo junto aos órgãos competentes.

Localizaram o carro e seu proprietário, no Medeiros. Indagado, ele disse ter atropelado os funcionários da concessionária. Contou que trafegava pela rodovia, quando sentiu que algo havia batido no carro, mas não conseguiu ver se era uma pessoa ou um pneu, continuou trafegando, fez o retorno, voltando ao local, quando viu a vítima caída sendo socorrida. Como não foi parado, foi para casa.

Como ele aparentava estar embriagado, pois exalava forte odor etílico, estava com os olhos vermelhos e andar cambaleante, os PMs o indagaram quando teria ingerido bebida alcoólica, ele respondeu que antes de atropelar as vítimas.

Por isso, os PMs o convidaram a fazer o teste do bafômetro, que deu resultado de 0,42 mg/l. Com o valor era acima do previso em lei, os policiais o detiveram e apresentaram no plantão policial, onde uma das vítimas reconheceu o veículo como sendo o que o atropelou, assim como o outro funcionário da concessionária.

Informada sobre os fatos e após conversar com as partes, a autoridade policial autuou o condutor do veículo em flagrante, suspeito de lesão corporal na direção de veículo automotor, omissão de socorro e embriaguez.

Depois, ele, que já tem antecedentes criminais por embriaguez ao volante, foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, ficando à disposição da Justiça. Seu carro passou por perícia pela Polícia Técnica.