Polícia

Suspeita de integrar quadrilha é detida pela GM na Vila Hortolândia

Indagada, ela disse que pertencia à quadrilha e que sua função era abrigar vítimas de roubo de carga


Uma mulher foi detida, na madrugada da quinta-feira, na Vila Hortolândia, suspeita de participar de uma quadrilha de roubos de carga na Região.
Segundo a corporação, os GMs Aguiar e Wemerson coordenados pelo subinspetor Joel Pereira, estavam em patrulhamento, no bairro do Corrupira, na madrugada da quinta-feira, quando se depararam com um homem caminhando perto da UBS (Unidade Básica de Saúde).

Ele foi abordado, disse que era motorista de caminhão, de 34 anos, que teve a carga roubada, no Distrito Industrial, horas antes, e havia sido levado, sem capuz, por bandidos até uma casa, na Vila Hortolândia, onde ficou sob a mira de revólver calibre 38.

Com apoio de outras equipes e uma viatura da Polícia Militar, os GMs foram até a residência e se depararam com uma mulher de 24, que foi reconhecia pelo motorista. Indagada, ela disse que pertencia à quadrilha e que sua função era abrigar as vítimas de roubo de carga.

Ela foi apresentada no plantão policial, onde o caminhoneiro reconheceu, através de fotos, outros três integrantes do grupo de roubo de carga, inclusive um suspeito, que no final da tarde da quarta-feira, entrou em confronto com policiais militares do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário), perto do Maxi Shopping, na Vila Rio Branco, e morreu.

Na delegacia, informada sobre os fatos, a autoridade policial prendeu a mulher em flagrante, suspeita de cárcere privado. Depois, foi encaminhada à Cadeia Feminina de Itupeva, ficando à disposição da Justiça. A Polícia Civil investiga o caso.