Geral

Vigilância Ambiental mantém trabalho contra as arboviroses

Jundiaí conta, até 25 de março, com 389 notificações para dengue e 7 para chikungunya


As equipes técnicas da Vigilância em Saúde Ambiental (VISAM) da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) mantém o combate contra os mosquitos Aedes aegypti, transmissores das arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Os cuidados com os quintais não deve ser abandonado por conta da pandemia decretada relacionada ao Novo Coronavírus.

"Em um momento atípico como estamos vivendo, as pessoas precisam manter a atenção, não somente às informações relativas à pandemia, mas não se pode desconsiderar as demais doenças. Os mosquitos transmissores da dengue e das demais arboviroses continuam a circular, a fazer a colocação de ovos e a transmitir as doenças", alerta o gerente da VISAM, Carlos Ozahata. Por isso, as equipes mantém o trabalho de orientação, de busca ativa e vigilância na cidade.

Nesta quinta-feira (26), as equipes realizaram vistoria na região do Morada das Vinhas, em busca de sintomáticos e locais onde possam haver criadouros de mosquitos. O trabalho é mantido em toda a cidade, após a notificação de casos suspeitos para alguma das doenças.

Jundiaí conta, até o dia 25 de março, com 389 notificações para dengue, sendo 49 confirmações (20 autóctones e 29 importados) e 18 no aguardo de resultados. Para chikungunya há 7 notificações, sendo duas confirmações, três negativos e dois no aguardo de resultados.

SEE ALSO ...