Geral

Jundiaí já vacinou 1.795 profissionais da Saúde contra a covid-19

Imunizações seguem nos próximos dias, de acordo com o planejamento adotado por cada serviço de saúde


O primeiro balanço da vacinação contra a COVID-19, divulgado no final da tarde desta sexta-feira (22) pela Prefeitura de Jundiaí, contabiliza 1.795 profissionais que atuam na linha de frente no combate à pandemia do Novo Coronavírus vacinados com a primeira dose da CoronaVac. As imunizações seguem nos próximos dias, de acordo com o planejamento adotado por cada serviço de saúde - público ou privado.

A quantidade de doses aplicadas representa 37% do montante recebido de 4,7 mil doses, desta primeira entrega do imunizante. De acordo com levantamento da UGPS, a quantidade é suficiente para atender todos os trabalhadores nos equipamentos públicos e privados de Saúde que atuam nas alas e atendimento COVID-19, e representa um terço do total de profissionais do setor (15 mil).

"A vacina é a esperança que chega à população. Neste momento, atendendo aos profissionais que estão mais expostos à contaminação pela COVID-19. O avanço na imunização é fundamental para a retomada econômica das cidades. Em Jundiaí, o trabalho está sendo feito por profissionais com expertise, já que o município foi referência na imunização contra febre amarela", explica o prefeito Luiz Fernando Machado.

A técnica de enfermagem da Nova UBS Jardim do Lago/Unidade Sentinela Daniela Leite Bezerra, 35 anos, recebeu a sua primeira dose da vacina. "O sentimento em relação à vacina é de alívio. É uma proteção a mais que temos. Fiquei muito emocionada com a imunização. Para a gente que vive 8 horas todos os dias no cuidado para o atendimento aos casos suspeitos, ter essa imunização é uma sensação de cuidado", explica.

De acordo a enfermeira da Vigilância Epidemiológica da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Maria do Carmo Possidente, na próxima segunda (25) e terça-feira (26), a vacinação terá continuidade nos profissionais de saúde de linha de frente no combate à pandemia nas Unidades Sentinelas e UPA Vetor Oeste. "A estimativa é de que essa primeira fase seja encerrada até quarta-feira (27)". A cidade, assim como os demais municípios do país, aguarda a disponibilização de mais doses pelos órgãos federal e estadual. A segunda dose para os profissionais de Saúde já vacinados deve ser feita em até 21 dias após a primeira dose.