Geral

Jundiaí amplia leitos hospitalares em mais de 240%

Criação faz parte do Plano de Enfrentamento, que ainda estabelece Unidades Básicas de Saúde como sentinelas


O Prefeito Luiz Fernando Machado, coordenador geral do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), anunciou a criação de 39 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 60 leitos em enfermaria dedicados exclusivamente para a COVID-19. Até então, eram 16 leitos de UTI dedicados à doença. Com a medida, a cidade amplia em 240% o número de leitos exclusivos para o atendimento aos casos do Novo Coronavírus. A criação faz parte do Plano de Enfrentamento, que ainda estabelece Unidades Básicas de Saúde (UBSs) como sentinelas para o atendimento exclusivo para pessoas com síndrome gripal.

Os leitos exclusivos foram estabelecidos para o atendimento regional, numa parceria entre o Hospital São Vicente de Paulo (HSV) e o Hospital Regional (HR). "Os hospitais funcionarão em absoluta retaguarda para o atendimento aos casos de COVID-19. Ampliamos em 39 leitos exclusivos em UTI e mais 60 leitos em ala de enfermaria para o tratamento da população. Apesar da ampliação, o isolamento social é fundamental para que possamos enfrentar a doença", explicou o prefeito.

"Com a projeção, os leitos são suficientes para atendimento de até 2% da população SUS dependente contaminada. Essa população, estimada em 8.140 pessoas, necessitaria de 50 leitos de UTI, quantidade que é suprida. Acima desse percentual, no entanto, o sistema sofre sobrecarga. Por isso, o isolamento social é fundamental para evitarmos o pior para a nossa região", alertou o prefeito.

Ainda existe a possibilidade da criação de mais 45 leitos nos complexos hospitalares, caso sejam necessários, além da ampliação já realizada.

Rede Básica

Das 34 unidades de atendimento da Rede de Atenção Básica em funcionamento em Jundiaí, metade (18) será destinada para casos prioritários, situações que não podem ser proteladas. Os demais serviços de consultas eletivas e exames (apenas para acompanhamento sem qualquer agravo) estão suspensos. As demais 16 UBSs serão transformadas em Unidades Sentinelas para o atendimento exclusivo aos casos de síndrome gripal.

Ainda haverá a ampliação da infraestrutura dos Pronto Atendimentos (PAs) Central, Retiro, Hortolândia e Ponte São João, e organização do fluxo da UPA para o atendimento de pacientes com síndrome gripal e pacientes com demais queixas. A aquisição de novos equipamentos; compra de mais materiais e insumos; contratação de recursos humanos; e compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) também foram reforçadas.

SEE ALSO ...