Geral

Aeroporto de Jundiaí é o primeiro do Brasil a neutralizar carbono

O Aeroporto é o primeiro da América do Sul com o certificado, ação que garante mais qualidade ambiental


Gestor da UGDECT, Cristiano Lopes, representou o prefeito Luiz Fernando Machado no lançamento

Uma iniciativa sustentável pioneira teve seu início nesta quinta-feira, em Jundiaí, quando Aeroporto Estadual Comandante Rolim de Amaro, passou a integrar o programa de neutralização de carbono para aviação. O Aeroporto é o primeiro da América do Sul com certificado de emissão de carbono, ação que qualifica as atividades e garante mais qualidade ambiental à cidade. Um dos principais fornecedores mundiais de produtos e serviços de combustível de aviação, a Air BP é quem irá implementar o programa.

A compensação se dará por ações ambientais, entre elas o plantio de árvores. O fator de mensuração para aplicação das ações é justamente o índice de carbono gerado pelas aeronaves no aeroporto.

Representando o prefeito Luiz Fernando Machado no lançamento do programa, o gestor da Unidade de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Cristiano Lopes, destacou a iniciativa. "Jundiaí tem se destacado pelo cuidado com meio ambiente e pela sustentabilidade, e não à toa foi eleita a segunda melhor cidade do país. Crescer economicamente com inovações, mas sem deixar de pensar na sustentabilidade é uma das preocupações do prefeito Luiz Fernando", disse.

O presidente da concessionária Voa São Paulo, coronel Marcel Moure, elogiou a aproximação com Poder Público. ""credito muito na parceria com a Prefeitura que também busca projetos sustentáveis. O Aeroporto é muito importante para Jundiaí e a cidade é muito importante para nós", explica.