Política

Bolsonaro diz que Câmara é soberana para alterar Previdência

A economia prevista com a reforma pode chegar a R$ 1,236 trilhão em 10 anos


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (25) que a Câmara dos Deputados é soberana para fazer alterações na reforma da Previdência que "melhor atenda às necessidades de todos".

"Mas a economia é importante. A gente espera que ela passe da forma mais próxima a que nós encaminhamos para lá", afirmou, em conversa com jornalistas, no Palácio do Planalto, após a solenidade de assinatura do decreto que extinguiu o horário de verão no país.

O Ministério da Economia informou que, caso seja aprovada na íntegra, a economia prevista pelo governo com a reforma da Previdência pode chegar a R$ 1,236 trilhão em 10 anos.

Bolsonaro disse ainda que espera que não haja nenhuma turbulência até a aprovação da reforma. "Se Deus quiser não haverá e nós devemos virar essa página o mais rápido possível da nova Previdência", disse, destacando a liderança do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no andamento da tramitação da proposta.

Horário de Verão

O Brasil não adotará mais o horário de verão a partir deste ano. O presidente Jair Bolsonaro assinou, também nesta quinta (25), decreto que extingue a medida, em cerimônia no Palário do Planalto. A decisão foi baseada em recomendação do Ministério de Minas e Energia, que apontou pouca efetividade na economia energética, e estudos da área da saúde, sobre o quanto o horário de verão afeta o relógio biológico das pessoas.

Foto: Isac Nóbrega/PR

SEE ALSO ...