Polícia

Morador de Atibaia é preso ao comprar droga em Jundiaí

Ainda no São Camilo, dois homens morreram durante um 'pancadão' na madrugada


Policiais militares da Rocam detiveram, na noite do sábado, no Jardim São Camilo, um ajudante de 32 anos. Morador de Atibaia, ele veio comprar três tijolos de maconha em Jundiaí. Por isso, foi preso em flagrante pela autoridade policial, suspeito de tráfico.

Policiais militares estavam em patrulhamento, no Jardim São Camilo, quando na Rua Giustiniano Borin viram dois homens numa moto. Eles, ao perceberem a aproximação das motos da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) mudaram de direção e manobraram no sentido contrário. Foram seguidos, abordados e identificados como sendo um motorista de 32 anos (condutor da moto) e ajudante de 32 (garupa). Na mochila do garupa os PMs encontraram três tijolos de maconha e R$ 56,75. Indagado, ele disse que veio de Atibaia para comprar entorpecente e revender em sua cidade.

O motorista contou que o ajudante ligou para ele e marcou o local do encontro, pedindo para levá-lo até o Jardim São Camilo, em Jundiaí, e depois trazê-lo de volta, até Atibaia, e que receberia R$ 120,00 pelo trabalho de "moto táxi".

Devido os fatos, ambos receberam voz de prisão em flagrante. Depois de ouvido na condição de testemunha, o motorista foi liberado. As drogas foram aprendidas.

 

Pancadão no São Camilo acaba com dois mortos

Um homem de 28 anos morreu após ser esfaqueado por um jovem de 22 anos, que também morreu, após ser agredido por populares, durante um "pancadão", na madrugada da segunda-feira, no Jardim São Camilo.

Policiais civis foram acionados para comparecer à Rua Benedito Basílio Souza Filho, para atender ocorrência de homicídio

No local, segundo o Boletim de Ocorrência, eles constataram que um jovem de 22 anos tinha vários ferimentos na cabeça, tóxax e costas. Havia grande quantidade de sangue e sinais de arrastamento da vítima até a viela, onde o corpo ficou após as agressões. No local, foi aprendida uma marreta, possivelmente usada das agressões.

Policiais civis foram informados que havia uma vítima de esfaqueamento no Hospital São Vicente de Paulo, e constataram tratar-se de um homem de 28 anos, que também morreu, devido uma perfuração no tórax, que atingiu o coração.

Em função da dinâmica dos fatos e informações preliminares colhidas no local, foi constatado que as duas vítimas estavam em uma festa conhecida como "pancadão" e, por razões desconhecidas, o jovem de 22 anos desferiu uma facada no homem de 28. Populares revoltados com a ação teriam perseguido o agressor, que tentou se esconder na casa da mãe, mas não conseguiu. Foi alcançado, arrastado e agredido com chutes e pisadas, que ocasionaram sua morte.

SEE ALSO ...