Polícia

GMJ intensifica ações para criação da Patrulha Maria da Penha

A proposta visa prevenir e combater a violência contra a mulher


A proposta para criação da Patrulha Maria da Penha foi anunciada pelo titular da Unidade de Gestão de Segurança Municipal (UGSM), Paulo Sérgio de Lemos Giacomelli Stel (Jacó), na manhã desta quinta-feira (29), no auditório do Paço Municipal, durante a apresentação dos '16 dias de ativismo pela não violência contra a mulher'. O titular de Segurança Municipal destacou o trabalho realizado permanentemente pela Guarda Municipal de Jundiaí, no sentido de atuar neste combate, fortalecendo metas com uma série de iniciativas, dentre elas a criação do grupamento para integrar a Patrulha Maria da Penha. "Os agentes de segurança estão passando por capacitação especializada no intuito de se tornarem agentes multiplicadores dos conhecimentos adquiridos para os demais integrantes da Corporação. Temos o intuito de implantar o programa para o acompanhamento de mulheres que possuam medidas protetivas, juntamente com outros órgãos e instituições que formam a rede de apoio e atendimento", pontou.

Durante o evento, especialistas no assunto explanaram sobre diversas situações referentes ao tema e que exigem direcionamentos específicos a partir de políticas públicas para a articulação de diferentes serviços, em uma rede integrada de atenção à mulher que vive em situação de violência. Dentre elas, a dra. Jane Rute Nalini Anderson, titular da 3ª Vara Criminal de Jundiaí; a assistente social Roberta Ribeiro, que atua no Programa de Vigilância às Violências- VIVA, do Ministério da Saúde; a dra. Érika Pimenta, da Assessoria Técnica da Saúde da Mulher; e a titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí, a dra. Maria Beatriz Curio de Carvalho.

VEJA TAMBÉM...