Polícia

DIG localiza e prende suspeito de matar mulher em Louveira

Suspeito, que havia mudado o 'visual', foi localizado por policiais civis e levado até a DIG


A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) esclareceu o homicídio de uma mulher, em Louveira, no dia 15 de agosto, após localizar o suspeito e conseguir, na Justiça, sua prisão por 30 dias.

Depois que o corpo de Vanessa Moraes da Silva, 39 anos, foi encontrado na madrugada do dia 15, em uma área de parque do Jardim Niero, em Louveira, com indícios de enforcamento e abuso sexual, policiais civis da DIG com apoio da Guarda Municipal de Louveira começaram a trabalhar no caso, visando localizar o autor do crime.

Apesar do suspeito ter tirado barba e bigode, os policiais conseguiram localizá-lo. Ele, de 43 anos, foi levado até a DIG, onde em depoimento contou que estava no bar, quando a vítima chegou e pediu dinheiro. Ela teria oferecido um "programa" de R$ 20,00 a ele, que teria aceitado. Foram para um matagal. Em dado momento, a vítima teria resistido a algo que o suspeito pretendia. Diante da recusa da vítima, ele, que estaria embriagado, teria brigado com ela, jogando uma pedra em sua cabeça e a jogado contra uma árvore. Como a vítima desfaleceu, ele foi embora. Ela foi encontrada com a calça no joelho. O suspeito, que negou ter estuprado a mulher, foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, pois a Polícia Civil conseguiu na Justiça uma ordem de prisão por 30 dias, enquanto aguarda os exames do IML (Instituto Médico Legal).

 

 

SEE ALSO ...