Polícia

Adolescente desaparecida é localizada em casa de prostituição

Após denúncia, policiais militares foram ao imóvel, na Vila Alvorada


Policiais militares receberam denúncia anônima, via Copom, de que na Vila Alvorada estaria funcionando uma casa de prostituição, com uma adolescente se prostituindo.

Os PMs foram ao local e encontraram duas mulheres, de 25 e 24 anos, e uma adolescente de 16. Eles teriam alugado o imóvel e promoveriam encontros.

Os PMs apresentaram as mulheres no plantão policial, onde as duas mulheres alegaram que chegaram na quarta-feira ao imóvel e não conheciam a adolescente, que foi quem as recebeu. Contaram, também, que sabem que outras meninas trabalham no local, mas haviam ido embora, e que não desconfiaram quando da chegada que a pessoa que as havia recebido era menor de idade.

Após pesquisas, constatou-se que havia um registro de desaparecimento de pessoa, com Boletim de Ocorrência elaborado no 9º DP de Campinas, em que figurava a adolescente de 16 anos.

As mulheres também alegaram não conhecer o responsável pelo imóvel, porque todo contato foi feito através de um site, onde é realizado um cadastro e as tratativas para os programas.

Foi acionada uma conselheira tutelar a quem a adolescente foi entregue para ser encaminhada à Casa Transitória.

VEJA TAMBÉM...