Pelo Brasil

Em Davos, Doria negocia com grupo asiático investimento de R$ 7 bilhões

Fábricas vão gerar cerca de sete mil empregos


O Governador João Doria se reuniu com o presidente mundial do Grupo RGE (Royal Golden Eagle), Anderson Tanoto, para discutir o investimento de R$ 7 bilhões que a empresa irá fazer no interior do Estado de São Paulo. O conglomerado indonésio, que é baseado em Singapura, irá atuar na cidades de Botucatu, Lençóis Paulista e Bauru. "Este é um dos maiores grupos econômicos e investidores do mundo. A criação de empregos diretos será de sete mil para os próximos 30 meses", disse Doria.

Tanoto viaja para o Brasil nesta sexta-feira (25) e se reunirá com Doria na próxima semana. O grupo já mantém no Brasil a Bracell, que produz celulose solúvel no Polo Industrial de Camaçari, na região metropolitana de Salvador (BA), e cultiva eucaliptos em 21 cidades baianas. No último mês de agosto, o grupo concluiu a aquisição da Lwarcel Celulose, em Lençóis Paulista.

Doria está em Davos para apresentar a investidores estrangeiros o pacote de desestatização do Estado. O plano de privatizações do Governo de São Paulo é extenso e contempla desde aeroportos até novos trechos de rodovias e estradas férreas estaduais.

Entre elas está a concessão de 20 aeroportos para a iniciativa privada, de 139 km de linhas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), 79 km do Metrô, hidrovias, parques estaduais e o Trem Intercidades (TIC), com 135 km entre Capital, Jundiaí, Campinas e Americana. Também são oferecidas parcerias com o setor privado para que o Instituto Butantan se torne o maior produtor mundial de vacinas.

VEJA TAMBÉM...