Geral

Prefeito recebe o secretário de Habitação de São Paulo

Luiz Fernando quer um empreendimento da CDHU destinado às famílias do Sorocabana


No final da tarde desta terça (23), o secretário de Estado de Habitação de São Paulo, Flávio Amary, foi recebido pelo prefeito Luiz Fernando Machado, no Paço Municipal. Dentre os assuntos tratados, o secretário recebeu das mãos do prefeito o ofício que pleiteia a viabilização de um empreendimento da CDHU destinado às famílias moradoras do Jardim Sorocabana. Quando atendido, o pleito representará a terceira fase da urbanização do núcleo, suprindo a demanda de 489 famílias moradoras no local.

Para o secretário Flávio Amary, conhecer o problema dos municípios mais de perto é uma forma de poder entender melhor a necessidade de cada cidade.

De acordo com a superintendente da FUMAS, a implementação de novos empreendimentos no município é praticamente inviável sem o apoio do Estado por conta do valor dos imóveis. "No Jardim Sorocabana, por exemplo, temos 83% das famílias com renda inferior a três salários mínimos. Nesse núcleo não há condições de se promover a instalação da rede de coleta e afastamento de esgotos. Estas famílias precisam ser removidas do local para habitações com condições dignas", acrescentou, lembrando que o encontro desta terça também serviu para reiterar outro pedido encaminhado no ano passado, quando Jundiaí solicitou a concessão de aporte de recursos para projetos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida faixa 1, direcionado à urbanização do Jardim São Camilo.

Vila Dignidade

O secretário também fez questão de conhecer a unidade jundiaiense do Vila Dignidade - projeto voltado para assistir população idosa em vulnerabilidade social, instalado na Colônia - e ficou empolgado com o que viu no espaço.

"Esta é a primeira unidade do Vila Dignidade que estou visitando (no estado, existem ao todo 18 unidades) e quero saber o que os moradores pensam dele, para poder levar para outras cidades. Acho que precisamos ampliar as áreas comuns, para melhorar a convivência entre os moradores", explicou.

SEE ALSO ...