Geral

Jundiaí mantém um único caso confirmado de sarampo

A cidade permanece com a orientação de vacinação para nascidos a partir de 1960


A Vigilância Epidemiológica (VE) divulgou, nesta sexta-feira (9), o Boletim Epidemiológico Sarampo atualizado. A cidade mantém um único caso confirmado de Sarampo e 28 suspeitos, todos com as ações de bloqueio realizadas. Jundiaí registra 100% das crianças de 1 ano imunizadas com a dose Tríplice, que protege contra Sarampo, Caxumba e Rubéola (dados de maio/2019). A oferta da dose é feita para os públicos determinados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Ministério da Saúde (MS).

Apesar de apenas um caso confirmado, o MS inseriu Jundiaí e outras cidades paulistas na mesma condição (1 caso positivo) em uma lista como cidade com 'surto-ativo' da doença. Os critérios usados pelo MS não foram divulgados para esse tipo de classificação.

A cidade permanece com a orientação de vacinação para pessoas nascidas a partir de 1960, - havendo a necessidade de registro de duas doses para quem tem até 29 anos e 1 dose para quem tem 30 anos ou mais. As doses são liberadas a partir de um ano, conforme as determinações da SES sobre a oferta de vacina contra o sarampo. "Qualquer alteração de conduta é determinada pelo Estado, com base na situação epidemiológica identificada a partir de dados e análises feitas pelos técnicos estaduais", explica a enfermeira da VE, Maria do Carmo Possidente.

As doses da imunização estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Clínica da Família e Novas UBSs e são aplicadas para o público entre 1 ano a 29 anos, que não tenham o registro de duas doses da vacina, ou para quem tem 30 anos ou mais, sem o registro de uma imunização em carteira vacinal. Quem não possui o documento e não tem a confirmação da vacinação, deve procurar uma unidade para receber a dose.

SEE ALSO ...