Geral

Dengue: Zoonoses fará nova ação de bloqueio no São Camilo

Bairro registra 85 casos neste ano e houve aumento no número de suspeitas


A Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) atuará fortemente no São Camilo, nesta semana, com o objetivo de conter a transmissão de dengue entre os moradores daquela região. O planejamento teria início nesta segunda-feira (8), mas a chuva constante interrompeu o trabalho casa a casa. O bairro registra 85 casos desde o início do ano e, nas últimas semanas, houve aumento no número de notificações de suspeita. A ação de bloqueio já foi realizada no bairro, no início do ano. O bairro foi o primeiro a registrar casos em 2019.

De acordo com a biomédica da UVZ, Ana Lúcia de Castro Silva, o bairro receberá atividades de orientação casa a casa sobre eliminação de criadouros de mosquitos Aedes aegypti, busca de sintomáticos e encaminhamento para atendimento de casos suspeitos de dengue para os equipamentos de saúde. "Se a análise identificar a necessidade, poderá ser realizada mais uma etapa de nebulização em todo o bairro. As equipes ainda trabalham no Jardim Tarumã, vizinho ao São Camilo. A Vila Rami também terá técnicos percorrendo o bairro e realizando as orientações, busca de sintomáticos e encaminhamento para equipamento de saúde", explica.

A biomédica lembra que somente as ações da administração pública não são suficientes para o controle da dengue e das demais arboviroses. "É preciso que as pessoas façam a sua parte e cuidem dos quintais, eliminando qualquer objeto que possa acumular água e servir como criadouro dos mosquitos. A dengue pode matar. Por isso, é preciso que a população, ao primeiro sinal da doença, busque por um equipamento de saúde para que seja feita a notificação e as ações em vigilância em saúde sejam tomadas", detalha.

SEE ALSO ...