Geral

Cata-treco: coleta seletiva aumenta 8%, atingindo 8.080 toneladas

Material recolhido é levado ao Centro de Gerenciamento de Resíduos Sólidos


A Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos coletou 580 toneladas a mais de materiais recicláveis e inservíveis em 2018, na comparação com 2017. No ano passado, o volume atingiu 8.080 toneladas, ante 7.050 toneladas coletadas no ano anterior, o que representa um aumento de produtividade na ordem de 8%. Todo o material recolhido nos bairros é levado ao Centro de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (Geresol), onde é feita a separação e destinação correta.

De acordo com o diretor de Limpeza Pública, Márcio Moraes, o ganho de produtividade é fruto do esforço de conscientização que vem sendo realizado desde o início da gestão. "O aumento da coleta está diretamente ligado ao maior número de pessoas que fazem a separação correta. Por isso investimos muito em educação ambiental", destaca.

Os materiais mais recolhidos são plásticos, papelão e vidro. Após a separação no Geresol, o material é vendido e o dinheiro obtido é utilizado nas ações educativas e de preservação do meio ambiente. "Nós usamos o dinheiro na compra de lixeiras novas para substituição em toda a cidade e também para conscientizar a população. Ano passado, por exemplo, cerca de 2,5 mil crianças participaram de atividades no Geresol dentro do projeto Guardiões da Natureza, ou seja, só nessa iniciativa foram milhares de famílias atingidas", afirma Moraes.

A coleta seletiva é realizada em toda a cidade. O caminhão passa em cada bairro duas vezes por semana, em horários que dependem da região. Para consultar os dias e horários que a coleta seletiva passa em seu bairro basta acessar o link https://jundiai.sp.gov.br/infraestrutura-e-servicos-publicos/limpeza-publica/coleta-organica-seletiva-e-cata-treco/ e colocar o CEP da sua rua.

VEJA TAMBÉM...