Geral

Benefícios de atividades físicas atraem público masculino

Ioga, Lian Gong e ginástica estão entre as atividades práticas oferecidas


Eles não representam nem 10% dos participantes dos grupos disponíveis pela Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) - que desenvolvem atividades de forma regionalizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) -, porém, os homens que participam das práticas corporais colhem os benefícios das atividades direcionadas para a promoção da saúde. Os grupos, disponíveis em toda da rede de saúde de Jundiaí, são abertos para a população, que deve procurar pela sua unidade de referência para identificar as ofertas disponíveis.

Vair Vançan, 78 anos, é um exemplo de boa saúde. Participa dos grupos de práticas corporais desenvolvido pelo NASF-2 na UBS Esplanada e no Complexo Educacional, Cultural e Esportivo Francisco Dal Santo, além de caminhar diariamente. "Eu faço o Lian Gong e a ginástica e percebo que as atividades são fundamentais para manter a minha saúde. Não tenho nenhuma dor e não faço uso de qualquer medicação. Já levei vários conhecidos para participar e comprovar os benefícios", detalha o idoso, que desde os 40 anos pratica atividades físicas regularmente.

De acordo com o profissional de educação física do NASF-2, Marlon Roberto Deisegel, existem vários grupos disponíveis para as atividades de promoção da saúde. "Especificamente para a regional NASF-2, existem ofertas de ioga, Lian Gong e ginástica. Todas promovem a saúde, mas cada uma com a sua peculiaridade. Ioga e Lian Gong promovem o relaxamento, a concentração e a consciência corporal. Já a ginástica é direcionada para a força e queima calórica, tudo adaptado conforme à realidade do grupo. Não há diferença nos benefícios entre homens e mulheres. O importante é que os homens estão ampliando o interesse em cuidar da saúde, e há espaço e oferta para o atendimento a todos", adianta.

Por semana, a UGPS oferece 120 grupos, com média de 1 mil pessoas praticantes de atividades, que vão desde as práticas corporais, fitoterapia a grupos de convivência.

SEE ALSO ...