Esportes

Talento do tênis local joga em Montana, nos Estados Unidos

Mateus Loschi Ceolim iniciou a carreira em Jundiaí


Jundiaí é uma cidade onde brotam talentos no esporte. O jundiaiense Mateus Loschi Ceolim, 22 anos, é um desses casos. Iniciou com 6 anos no tênis, com 15 já disputava alguns torneios federados, mas em 2015 resolveu se mudar para o Estado de Montana (EUA), na pequena cidade de Bozeman (40 mil habitantes), para prosseguir no sonho de se transformar num professor de educação física, com especialização em coaching (técnico).

Mateus teve que migrar do saibro para o piso rápido (hard court) na 'marra'. "Aonde eu vivo são 17 mil estudantes, de diversos países, pois a universidade que curso é que mantém a cidadezinha de Bozeman. No início, essa transição do jogo do saibro para o piso rápido não foi fácil. "No saibro, o jogo é mais lento. Já as quadras lá são abertas, rápidas e a uma altitude de mais de 1000 metros", explicou o jundiaiense.

De férias com os pais, Mateus diz ser fã incondicional do suíço Roger Federer e que se encontrar pronto para em breve participar do torneio da Liga Universitária NCAA, onde defende a Big Sky Conference, disputando jogos contra as universidades de Utah, Califórnia, Washington, Arizona, Idaho. "Foi uma amplitude de conhecimentos que adquiri nestes mais de 2 anos de Estados Unidos. Além da melhora de performance, onde hoje tenho mais facilidade de jogar saque e voleio também, mas a experiência cultural de jogar contra suecos, eslovênios, holandeses, bolivianos". No final de 2019, Mateus se formará em técnico e professor de Educação Física, sendo mais um dos poucos jundiaienses que venceu na carreira, fora do Brasil.     

SEE ALSO ...